domingo, 14 de setembro de 2014

Windows vs Linux. As pérolas.

Foi a dita gota de água. Além de matar saudades de escrever num blog vim aqui "vomitar" os meus pensamentos sobre a milenária discussão Windows versus Linux. 

Tudo começou quando eu estava nas redes sociais e vi um post sobre as novidades que recentemente vazaram sobre o Windows 9 (espero que mude de nome) e de certa forma estava à espera de comentários do tipo "Vai ser igual ao Windows 8", "Um lixo" e afins, mas o que acabei por encontrar logo no topo foi o seguinte comentário: 



Fiquei surpreso por levarem um comentário sobre o Linux muito a sério. Como é óbvio fui ver as respostas, porque sempre tem pérolas neste tipo de discussões.  Mas antes de começar a comentar as várias pérolas pergunto-me apenas qual é a lógica em comparar um kernel (motor) com um sistema operativo. 
Duas coisas que a maioria das pessoas faz mal quando fala do Linux:

- Fala como se o Linux fosse um único sistema operativo;
- Fala sem saber.

O Linux não é um sistema operativo, é um kernel. O que é um kernel? É o equivalente a um motor de um carro, um carro para funcionar precisa de um motor mas o motor por si só não vai longe e os outros constituintes formam, em conjunto com o kernel, o sistema operativo. Um vídeo de alguém mais entendido que eu sobre o assunto pode ajudar:



Acho que agora já percebem o porquê de não fazer sentido falar do Linux como um único sistema operativo. Vamos às pérolas! (Porque as respostas foram de longe melhores que o próprio comentário).





E eu que pensava que o Steam já tinha chegado ao Linux e que o PlayOnLinux era uma coisa. Claro que para quem usa o computador para ir ao Paint ou Facebook não vai saber nada sobre o assunto. Nota-se logo que nunca jogou DOTA 2 na vida. Sim, muita gente vê o Linux como um deserto no que toca a jogos e de certa forma quem use Ubuntu não vai ter acesso a tantos jogos como um utilizador Windows 7 mas isso não quer dizer que umas quantas centenas de jogos não estejam disponíveis via Steam ou não possam ser emulados. 




Internet Explorer 6? Sim, aquele browser excelente que já foi usado por 80% dos internautas! Lembram-se quando o Google Chrome, tido por muitos como o melhor browser, não chegava a 1% do mercado? E o Firefox? 
Associar quantidade com qualidade é típico de quem não percebe nada do assunto, é para desistir logo na hora.



Partindo desta linha de pensamentos todos nós temos uma casa de luxo ou um Ferrari, certo? Infelizmente coisas boas não são para todos.




sudo apt-get paciencia

A última vez que deve ter colocado as unhas numa distro Linux deve ter sido nos anos 90, ou então de facto usa uma distro destinada a amantes de linhas de código. Talvez o rapaz pense desta forma:


EXPECTATIVA 


REALIDADE 


Após ter lido praticamente todos os comentários a primeira pergunta que me surgiu em mente foi "Porquê gente???". Certamente que não são só os utilizadores do Windows que dizem barbaridades, a comunidade Linux (tal como qualquer comunidade) tem também os seus lunáticos que não vêm nada à frente a não ser pinguins e o resto é um caixote de lixo.

Não tirando mérito a nenhum dos sistemas, afinal de contas cada um usa aquilo que quer e que bem entender e em pleno 2014 este tipo de discussões deviam estar num livro do tipo "Informática para totós: o que nunca se deve fazer."

0 comentários:

Enviar um comentário